a dificil prisão dos medicamentos


O diabètes é assim uma doença dificil de compreender e de suportar.

Quem é uma pessoa que ama a liberdade, e no entanto vive o terrivel dilema da prisão dos medicamentos, cuja a escravidão de consumilos e nos auto policiarmos torna-se a cada dia tão penoso que um prisioneiro de prisão perpétua. E é assim porque os médicos nos condenam, nem sempre, é possivel de contar nossas historias numa consulta médica ou mesmo por mais culdadosos que sejam conosco, somos condenados sem protestos, sem que nenhuma palavras nos livres da condenação e da pena: viver prisioneiros com liberdade condicional!

E nesta luta vamos refletir agora

qualquer manhã nòs não comemos, as 10horas estamos com a boca seca, as ideias estão embaralhadas e nos perdemos numa conversa ou melhor, perdemos o fil da conversa.

qualquer dia somos assiduos nos medicamentos, as cinco da manhã o estomago tem barulhos como tremores de terra, a gente sente pesadelos em acoradr e dormir, um desespero, nao sabemos o que fazer. S levantamos ou permanecemos na cama: são ainda cinco da matina!!! Se nos levantamos nao dormimos mais se comermos… devemos esperar até as 7h, por que os diabètes retardam, nosso metabolismo descontro-la-se todo.

saimos a procura de pistas e descobertas para o nosso bem estar. e talvéz o encontramos, cheios de idéias erroneas a cerca da doença que nos mata a cada dia por esta prisão moderna medical… o desejo é sair desta escravidão! mais como?

O jeito é conviver com ela, porque com medicamentos é ruim. Porém sem medicamentos é ainda pior a situação. Meu Bom Deus que situação. Eu deverei morrer para minhas vontades mais intimas, deverei por um soldado acada lado de meu sepulcro, mais o unico que pode me libertar és tu? Penso que sim… a oração tem qualquer coisa a nos ajudar a compreender, não o porque disto ou daquilo, mais simplesmente compreender « como »!

Sim, « como », como conviver com.

Como posso conviver com…

Independente de qualquer religião… que seja a sua maternal ou uma nova iniciativa<..>

pra mim encontrei todas as respostas numa unica religião, onde a minha resposta é livre e individual, porém participando no encontro com o coletivo, descobri o « como » é precioso para quem sofre a enfermidade… o como faz com que soldados armados, vestidos de branco nos hospitais se alistem cedo para anos e anos de treinamento e educação nos apliquem o pics, nos pics periodicos nos extraem nosso sangue. Sangue. Eu falei Sangue? Hummm isto me é familiar… comecei a priorizar orações que me falasse de sangue.

O mal do diabetico se concentra no sangue. Sangue um grande mistério.

o Sangue com seus grandes mistérios. Estou prisioneira apartir do meu proprio sangue?

E eu acabei me familiarizando com a doutrina catolica por esta compreenção cientifica de um homem que suportou praticamente todo tempo desde o momento que jorrou sangue da testa até depois de sua morte, por um ato de Misericordia por um Soldado da Corte Romana,  provocado por uma lança num golpe justo no coração, sairam Sangue e Agua.

Falei Sangue, Agua? humm. Mais uma vez. Ai não teve jeito, mergulhei no oceano desta tal misericordia, para compreender o « como » suportar este sofrimento e continuar vivendo. Sinceramente eu amo viver.

E sinceramente fui mergulhando e fui descobrindo este como

como diz o Pe. Léo de Bethania, em uma de suas palestras na canção nova… « Isso é um mistério! »… « estou estudando » … « vamos continuar estudando »

E nesse mistério, descobri também o real motivo de toda sua existencia: o amor

o amor?

« Amor ao derramar seu sangue por nòs » Existe ca uma mistica,e uma grande sabedoria cientifica por tras disto tudo que tem me ajudado a não me ver mais como doente fatalista, uma vitima dos meus tempos, mais talvez uma colaboradora.

Por isso fiquei tão ausênte, por qui. Refletir é preciso, para poder agir.

Não basta correr do problema. é preciso encara-lo e tratar de corresponder a este amor que pulsa em nosso sangue.

A maioria ignora. Amor? pra que amor? não preciso disso não!

alguns anos mais tarde, quando a doença do Diabetes me chacoalhou percebi que ou eu me entregava ao coma ou com as poucas forças que eu poderia ficar de pé, eu iria encontrar uma saída para aqueles eventos diários, estranhos… insuportáveis, que somente a oração pode me ajudar a ficar de pé, e a escolher a vida e vencer dia à pós dia, com muita serenidade e pela via do perdão (perdoar e perdoar-me) tornou-se uma dose importante para restaurar-me… sei que ainda faltam muito. Mas por hora já me estou sentindo bem melhor.

Exercícios físicos: qualquer passos de dança, caminhadas, cooper,  exercícios na própria cama, se apaixonar por qualquer esporte, escutar entrevistas de atletas inteligentes, e conhecer um pouco de atividades e motivações… nos ajuda a compreender porque precisamos nos iluminar interiormente, para que nossos lindos dias de sol, não passemos o dia inteirinho numa cama, tapados até o pescoço com cobertores grossos.

a diabetes é uma enfermidade que nos escraviza e nos aprisiona, de sorte que podemos também nos resiliar e nos resignar, e depois de nos encorajar um pouco sair-nos de nós mesmos para não chocarmos ovos das serpentes de gratuitamente. sem lucro nenhum. Chocar os ovos das serpentes dos outros nos tornará tristes, esta tristeza nos levara ao coma, que nem sempre nos permite morrer verdadeiramente, mas restar inconscientes e sermos tratados como indigentes.

não. não quero isso pra mim. Acho que depois de tantos sofrimentos na vida, morrer assim não. penso eu que não mereço. Eu sempre amei a vida. Deve ter alguma solução para mim.

Eu quero viver. eu ainda não realizei meus sonhos!

Meu Deus eu te amo, me deixe viver hoje? Mais um dia. Com tristezas ou alegrias. Me deixe viver… Obrigado

Então agente sabe o que se quer. E as portas se abrirão!

Dia a dia, passo a passo!

Meus sonho é reencontrar com a minha vida, para isso vou seguir um conselho com Pe. Léo, reconciliar-me com a minha morte para que eu encontre motivos concretos para viver e conviver com minha diabetes.

Ninguém sofre por acaso. Ninguém sofre por acaso.

SAM_5266

 

Maura Celina dos Passos

Assistente de Vie Depandance

Pontarlier, Doubs, France

 

 

Si vous avez tout commentaire utile vrai et lumineux à faire au sujet de mes articles publiés sur ce site Clinicat capteur Vital, parlent maintenant ou plus tard. Mais parler. *Se você tem algum comentário útil verdadeiro e luminoso para fazer sobre os meus artigos postados neste site Clinicat Sensor Vital , fale agora ou fale depois. Mas fale. MauraCelinadosPassos

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l’aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion /  Changer )

Photo Google

Vous commentez à l’aide de votre compte Google. Déconnexion /  Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l’aide de votre compte Twitter. Déconnexion /  Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l’aide de votre compte Facebook. Déconnexion /  Changer )

Connexion à %s